Braço de campanha do Partido Republicano do Senado reduz compras de anúncios de TV em três estados


O comitê de campanha dos republicanos no Senado reduziu suas reservas de anúncios de televisão em três estados críticos para o outono, um provável sinal de problemas financeiros no auge da temporada eleitoral de 2022.

O Comitê Nacional Republicano do Senado cortou mais de US$ 5 milhões na Pensilvânia, incluindo suas reservas no mercado de mídia da Filadélfia, de acordo com duas fontes de rastreamento de mídia.

As reservas em Wisconsin, nos mercados de Madison e Green Bay, também foram reduzidas em mais de US$ 2 milhões. E no Arizona, todas as reservas após 30 de setembro foram cortadas em Phoenix e Tucson, os dois únicos principais mercados de mídia do estado, totalizando cerca de US$ 2 milhões a mais.

Até agora, cerca de US$ 10 milhões foram cancelados até o meio-dia de segunda-feira, embora mais mudanças nas reservas de outono estivessem em andamento. Os estados onde as reservas de anúncios foram canceladas abrigam três das disputas mais competitivas do país no Senado.

Em um comunicado, Chris Hartline, diretor de comunicações do NRSC, disse: “Nada mudou em nosso compromisso de vencer em todos os nossos estados-alvo”.

Hartline acrescentou que o comitê “estou gastando mais cedo do que nunca para ajudar nossos candidatos a divulgar sua mensagem e definir os democratas para sua agenda radical. Temos sido criativos em como estamos gastando nosso dinheiro e continuaremos a garantir que cada dólar gasto pelo NRSC seja feito da maneira mais eficiente e eficaz possível.”

Depois que este artigo foi publicado on-line, Hartline o chamou de “falso” no Twitter e disse que “há dinheiro sendo movido do lado do IE” – gastos independentes que não podem ser coordenados com campanhas – “de volta ao lado do NRSC do muro .”

Ele se recusou a dizer quanto estava sendo remarcado.

Em Wisconsin, alguns anúncios estavam sendo reservados em Milwaukee, por exemplo, embora significativamente menos do que o que havia sido cancelado em Madison e Green Bay, na tarde de segunda-feira.

Na Pensilvânia, o super PAC republicano do Senado, o Fundo de Liderança do Senado, anunciou recentemente que estava acrescentando US$ 9,5 milhões à sua reserva de outono na disputa monitorada de perto entre Mehmet Oz, o republicano, e o tenente-governador John Fetterman, o democrata. O super PAC adiantou o início de sua compra de anúncios em três semanas, para 19 de agosto, uma decisão que pode ter aliviado a pressão sobre o comitê do partido para manter sua reserva.

Como a arrecadação de fundos online diminuiu para os republicanos nos últimos meses, afetando tanto os candidatos quanto os comitês do partido, o partido está cada vez mais dependente dos grandes super PACs na batalha pelo Senado. Entrando em julho, o super PAC republicano do Senado tinha quase US $ 40 milhões a mais em dinheiro do que o super PAC do Senado democrata.

O comitê do partido no Senado disse que já ajudou a financiar US$ 17 milhões em anúncios “coordenados” e “híbridos” com senadores republicanos e candidatos ao Senado em Ohio, Geórgia, Carolina do Norte, Pensilvânia, Flórida e Wisconsin, segundo o comitê, e gastou US$ 36 milhões na televisão em geral.

O NRSC entrou em julho com US$ 28,5 milhões no banco e tem milhões de dólares reservados em outros estados do campo de batalha.

Uma pessoa familiarizada com o planejamento do comitê disse que parte do dinheiro economizado com o cancelamento de reservas agora seria usado para remarcar o tempo de publicidade em coordenação com as campanhas do Senado, o que ajudaria a esticar ainda mais os dólares do grupo porque os candidatos têm direito a preços de anúncios mais baixos. Algumas das novas reservas já estavam sendo feitas na segunda-feira.



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *