Elizabeth Warren critica o ‘jogo político’ do GOP depois que os democratas supostamente abandonam os testes de COVID para uma votação importante


NOVOAgora você pode ouvir os artigos da Fox News!

A senadora democrata de Massachusetts Elizabeth Warren rejeitou relatos de que os democratas estão renunciando aos testes de coronavírus para permitir que o número máximo de senadores vote no projeto de gastos sociais e tributários do partido na noite de sábado.

“Não. E oh, por favor”, disse Warren quando perguntada se ela foi instruída a não testar o COVID para participar do “Vote-a-Rama” de sábado. “Os republicanos estão preocupados com os democratas aparecendo com COVID, os republicanos que não usariam máscaras. Os republicanos que não testariam, os republicanos que testaram positivo e ainda apareceram. Estou lhe dizendo, eles simplesmente não conhecem limites em seu jogo político.”

Os comentários de Warren ocorrem em meio a rumores de que os democratas facilitaram os testes de coronavírus para garantir que todos os senadores estejam presentes para aprovar a Lei de Redução da Inflação como parte de uma maratona de votação programada para ocorrer durante a noite de sábado.

Os relatórios atraíram críticas de republicanos nas mídias sociais, incluindo o congressista Thomas Massie.

REPUBLICANOS PROMETEM VOTE-A-RAMA ‘INFERNO’ COMO MANCHIN, SINEMA ADVANCE DEM GASTOS SOCIAIS E FISCALIZAÇÃO

A então candidata presidencial democrata Sen. Elizabeth Warren, D-Mass., fala durante uma reunião na prefeitura no Grinnell College, segunda-feira, 4 de novembro de 2019, em Grinnell, Iowa.

A então candidata presidencial democrata Sen. Elizabeth Warren, D-Mass., fala durante uma reunião na prefeitura no Grinnell College, segunda-feira, 4 de novembro de 2019, em Grinnell, Iowa.
(Foto AP/Charlie Neibergall)

No mesmo dia, Biden testa positivo para COVID, ele diz que está vindo para Kentucky, enquanto os democratas do Senado admitem que não estão se testando para COVID, porque irão trabalhar mesmo que sejam positivos para COVID”, twittou Massie. declaração de emergência, a Lei PREP e todos os mandatos!”

REPUBLICANOS DA CASA PREPARAM-SE PARA LUTAR CONTRA OS GASTOS SOCIAIS DA DEMS E A LEI DE IMPOSTOS ENQUANTO O SENADO APROVA

Uma votação para avançar nos gastos sociais e no projeto de tributação dos democratas foi aprovada no sábado à noite, estabelecendo um debate no plenário seguido por uma maratona de votos-a-rama, antes de uma votação final sobre a legislação que deve ocorrer no domingo.

A senadora dos EUA Elizabeth Warren (D-MA) fala ao telefone antes do início do almoço político semanal dos democratas do Senado no prédio do Capitólio dos EUA em Washington, EUA, em 14 de dezembro de 2021.

A senadora dos EUA Elizabeth Warren (D-MA) fala ao telefone antes do início do almoço político semanal dos democratas do Senado no prédio do Capitólio dos EUA em Washington, EUA, em 14 de dezembro de 2021.
(Reuters/Elizabeth Frantz)

O total de votos foi de 51 a 50, com a vice-presidente Kamala Harris empatando.

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O APLICATIVO FOX NEWS

Não se esperava que Harris fosse necessário, porque vários republicanos estavam fora da cidade e perderam as votações que aconteceram no início do sábado. Mas todos os membros do Partido Republicano voltaram à cidade no final da votação de sábado à noite.

 O senador Joe Manchin (D-WV) gesticula enquanto fala com repórteres no prédio do Hart Senate Office em 01 de agosto de 2022 em Washington, DC.  Manchin, que retornou ao Capitólio após a quarentena com o Covid-19, conversou com repórteres sobre o acordo que alcançou com o líder da maioria no Senado, Chuck Schumer (D-NY), sobre a Lei de Redução da Inflação de 2022.

O senador Joe Manchin (D-WV) gesticula enquanto fala com repórteres no prédio do Hart Senate Office em 01 de agosto de 2022 em Washington, DC. Manchin, que retornou ao Capitólio após a quarentena com o Covid-19, conversou com repórteres sobre o acordo que alcançou com o líder da maioria no Senado, Chuck Schumer (D-NY), sobre a Lei de Redução da Inflação de 2022.
(Anna Moneymaker/Getty Images)

“Como será o vote-a-rama? Será como o inferno”, disse a senadora Lindsey Graham, RS.C., em entrevista coletiva na quinta-feira. “Eles merecem isso. Por mais que eu admire Joe Manchin e Sinema por enfrentar a esquerda radical às vezes, eles estão capacitando a legislação isso tornará a vida da pessoa comum mais difícil.”

Tyler Olsen, da Fox News, contribuiu para este relatório



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.